NOTÍCIAS > INFORMES

Mente Sã = Corpo São

Sabe-se hoje da grande influência dos pensamentos no equilíbrio do corpo. A doença física é o resultado final do adoecer e este adoecer é um processo que começa na mente através de um pensamento ruim. Pensamentos que encerram inveja, ódio, vingança, orgulho, mágoa são potencialmente tóxicos. Estudos científicos demonstram que pessoas que cultivam sentimentos estressantes como raiva e ansiedade tem um risco maior de desenvolver problemas cardíacos. Pode haver ativação do sistema neuro-endócrino com produções de glicocorticóides e catecolaminas. Os glicocorticóides podem deprimir a ação do sistema imunológico deixando o organismo suscetível a infecções. O sistema imune não protege o organismo só das células invasoras como bactérias, mas também de nossas próprias células que passam repentinamente, a se dividir incontrolavelmente podendo gerar o câncer. Isso explica como o estresse e as emoções negativas poderiam facilitar o surgimento de  doenças cardiovasculares e tumorais.

O estresse excessivo com a liberação de catecolaminas pode causar aumento de pressão arterial.

Entendemos que o estresse seria o conjunto de reações do organismo a estímulos físicos ou mentais que perturbam o equilíbrio orgânico. Essas reações compensatórias podem ser inadequadas gerando doenças.

O pensamento cria como que um campo magnético ao redor do corpo, cooperando para ocorrências boas ou ruins de acordo com a natureza desse pensamento. Liberação de catecolaminas ou endorfinas são influenciadas pelos pensamentos que vão compor o estado emocional da pessoa. Podemos exteriorizar o pensamento através das palavras ou das ações harmonizando ou desarmonizando o ambiente em que nos encontramos. Estamos imersos num fluido universal como peixes no oceano. A movimentação do peixe difunde uma vibração na água como nossos pensamentos difundem uma vibração no fluido universal. Essa vibração pode ajustar ao desajustar o equilíbrio de nosso corpo e do ambiente em que nos encontramos.

Se quisermos uma melhora plena de nosso complexo corpo-mente não adianta apenas tomarmos um remédio mas temos também de mudar nossos pensamentos e nossas condutas. Melhorando nossos costumes e nossa maneira de agir e sentir, estaremos promovendo uma plena adesão ao tratamento. Não é fácil mudar, enfrentando nosso orgulho, nosso egoísmo, nossa vaidade, mas é preciso insistir em melhorar.  Somos livres para escolher nossa ação e nossas palavras. A ação, palavra, tudo começa no pensamento. Somos livres para cultivar vários tipos de pensamentos mas somos repensáveis pelas conseqüências. A semeadura é livre mas a colheita é obrigatória. Se plantarmos banana não vamos colher laranjas. Se plantarmos o bem vamos colher o bem. Se mantivermos o pensamento no bem, cultivaremos o bem nas palavras e nos atos. Se um pensamento ruim nos vem a mente podemos afastá-lo pensando em outro assunto, orando ou lendo um texto edificante.

Jesus Cristo que nos legou o maior código moral existente, disse ao paralítico que curou: “Olha que já estás curado, não peques mais, para que não te suceda coisa pior”. (João,5:14). Quando recomendou que “não pecasse mais” evocou a idéia da ligação entre a prática do erro e a doença. A ação errada que prejudica o próximo, gera a prática do erro e a doença.  Nossa consciência indica-nos quando erramos. O mal praticado, seja por culpa ou outro mecanismo, volta para nós mesmos, desequilibrando nosso organismo. Antes de atingirmos o estágio de amor universal olhemos para os nossos companheiros da lida diária pois não posso praticar o bem enquanto maltrato a esposa, desprezo o filho, perturbo o vizinho ou ludibrio o sócio. Temos de ser coerentes com a filosofia de vida que escolhemos ou estaremos enganado a nós mesmos.

A gastrite de hoje pode se curar ou ser a úlcera de amanhã. Dependerá de nós, de nossos pensamentos e nossas condutas. Nosso corpo e nossos órgãos têm seu funcionamento estreitamente relacionado com nossa mente. A medicina cada vez mais aceita esse relacionamento, reconhece essa interdependência. Nossa mente pode ser nosso cárcere ou nosso paraíso. Depende de nós, do nosso livre arbítrio.

Jorge Antônio Abdo Neto
Médico Homeopata
Rua Deputado Soares Fº, 125
Tijuca Tel: 3234-2060
Rua São Luiz Gonzaga, 286
S. Cristóvão Tel: 2580-0041

voltar